top of page

museu imaginário_

O projeto estuda obras de artistas pertencentes ao Museu de Arte da Pampulha (MAP), Museu Histórico Abílio Barreto (MHAB) e Museu Mineiro, todos localizados em Belo Horizonte/MG. Os acervos dessas instituições foram construídos a partir de diferentes modelos, como premiações, doações e, ainda, algumas peças compradas pelo poder público. A maior parte dos acervos foi reconhecida pela crítica, por artistas e público. Porém, tanto os artistas quanto as suas obras foram esquecidas. Esse fato foi capaz de produzir uma sensação de vazio ao se olhar para o passado, bem como uma falsa noção de originalidade para as produções contemporâneas. Os esforços nos últimos anos vêm proporcionando um levantamento de parte das obras que estão sob o domínio dessas instituições mencionadas. O trabalho permite análises das obras em suas materialidades e visualidades, como também outros tipos de investigações, como dos contextos de produção que envolvem os artistas, as críticas de arte, as premiações e as exposições.

Rodrigo_Vivas
bottom of page